APÓS MUDANÇAS, REFORMA DEIXARÁ DOMÉSTICA LONGE DA APOSENTADORIA

Dois anos após a regulamentação da lei que estendeu às domésticas os mesmos direitos dos demais trabalhadores, um balde de água fria cai sobre a categoria: as mudanças no INSS.

Estudo realizado pelos economistas Marcelo Medeiros e Rodrigo Coelho mostra que os trabalhadores com menor escolaridade serão os mais afetados pela reforma da Previdência, que criará a idade mínima de 65 anos na aposentadoria dos homens e de 62 anos na das mulheres.

“Segundo dados do IBGE, 55% das domésticas têm ensino fundamental incompleto e 15%, o fundamental completo”, diz Coelho.

Com isso, as empregadas serão diretamente afetadas, principalmente pela exigência de tempo mínimo de 25 anos de contribuição ao INSS. Hoje, para se aposentar por idade, as mulheres precisam ter 60 anos de idade e 15 anos de recolhimentos.

Fonte: Vanessa Sazerdas

Bookmark e Compartilhe

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

Dados do Autor

Edelson Freitas

Radialista (há quase 17 nos) e apresentador do programa Tropical Notícias da rádio Tropical FM de Simão Dias/SE. (www.tropicalfm104.com.br). Como profissional da imprensa meu objetivo é levar a informação para os internautas/leitores no sentido de deixá-los mais atualizados e sempre priorizando a prestação de serviço, principal fator da comunicação.

EMAIL SITE /BLOG

Dados desta matéria

Publicidade