CRISE POLÍTICA EMPERRA REFORMAS DA PREVIDÊNCIA E TRABALHISTA

As reformas da Previdência Social e trabalhista emperraram de vez no Congresso ontem, após o avanço das investigações da Lava Jato sobre o presidente Michel Temer (PMDB) ter esfarelado o apoio da base governista às duas propostas.

O impacto provocado pelas denúncias –envolvendo também o senador afastado Aécio Neves, presidente do PSDB, principal aliado do governo peemedebista– obrigou o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), relator da reforma trabalhista nas comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Assuntos Sociais (CAS), a suspender a tramitação do projeto.

Ferraço pretendia entregar o seu relatório na semana que vem, permitindo que a votação no plenário do Senado ocorresse até 15 de junho.

O governo já tinha até mesmo feito acordos para evitar que os senadores modificassem a proposta, evitando assim que o texto precisasse ser reavaliado pela Câmara dos Deputados.

Bookmark e Compartilhe

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

Dados do Autor

Edelson Freitas

Radialista (há quase 17 nos) e apresentador do programa Tropical Notícias da rádio Tropical FM de Simão Dias/SE. (www.tropicalfm104.com.br). Como profissional da imprensa meu objetivo é levar a informação para os internautas/leitores no sentido de deixá-los mais atualizados e sempre priorizando a prestação de serviço, principal fator da comunicação.

EMAIL SITE /BLOG

Dados desta matéria

Publicidade